SCRUM

O SCRUM foi criado com o objetivo de atender uma demanda de gerenciamento de Projetos em empresas de fabricação de automóveis pelos engenheiros japoneses Hirokata Takechi e Ikugiro Nonaka, criadores do Sistema Toyota de Produção.

 

Eles notaram que projetos usando equipes pequenas e multidisciplinares produziam os melhores resultados e associaram estas equipes altamente eficazes a formação Scrum do Rugby. 

 

Um pouco da história:

 

Taylor e Ford procuravam reduzir os custos unitários dos produtos através da produção em larga escala, especialização de custos unitários dos produtos através da produção em larga escala, especialização e divisão do trabalho. Entretanto este sistema tinha que operar com estoques elevados e lotes de produção elevados. Não havia de início grande preocupação com a qualidade do produto.

 

Já no sistema Toyota, lotes pequenos permitiram uma maior variedade de produtos. Em vez de produzir 50 sedans brancos, produz-se 10 lotes com 5 veículos com cores e modelos variados. Os trabalhadores são multifuncionais, ou seja, conhecem outras tarefas além da sua própria e sabem operar mais de uma máquina, A preocupação com a qualidade é extrema. Foram desenvolvidas várias técnicas como Kanban, Poka-Yoke e Just-in-time.

 

Em 1993 Jeff Sutherland, John Scumniotales e Jeff McKenna documentaram, conceberam e implementaram o Scrum.

 

Em 1995 ken Schwaber formalizou a definição do Scrum e ajudou a implementá-la no desenvolvimento de software em todo o mundo.

 

Papeis do Scrum

Existem três papeis dentro do Scrum:

Product Owner – Representa os clientes do projeto. Sua visão é de negócio e deve mostrar essa visão ao Time. Ele é responsável em manter o Product Backlog e priorizá-lo baseado no valor de negócio.

Time – O Time é multidisciplinar e deve ter o conhecimento necessário para trabalhar no projeto em questão. Ele deve entender a visão do Product Owner para desenvolver incrementos para o projeto a cada Sprint de acordo com as prioridades definidas pelo Product Owner.

Scrum Master – É o facilitador do Time. Sua responsabilidade é resolver qualquer impedimento que o Time esteja enfrentando. Ele protege o time e trabalha com o Product Owner para maximizar o retorno de investimento. Ele cuida para que os ideais do desenvolvimento ágil sejam respeitados por todos.

Artefatos do Scrum

Product Backlog: Uma lista de todos os requisitos ordenados pelo valor de negócio. A prioridade de um item no backlog pode mudar, requisitos podem ser adicionados ou removidos.

Selected Product Backlog: É o resultado do Sprint Planning. Define o que o Time aceitou durante o planejamento. Não pode ser modificado durante todo o Sprint.

Sprint Backlog: É a lista tarefas que o time define para cada História. Será utilizada para que o Time saiba o que será feito durante cada Daily Meeting.

Impediment Backlog: É a lista com todos os problemas que atrapalham o time a progredir. Pode ser dividida em duas listas, Team Impediment, que são os impedimentos que podem ser resolvidos pelo próprio time e Organization Impediment, aonde o time não pode resolver.

Dia-a-dia do Scrum

Inicialmente fixa-se o tempo de cada Sprint, esse período é chamado Sprint.
No início de cada Sprint, realizamos o

Sprint Planning 1. Trata-se de uma reunião para definir quais dos itens do Product Backlog deverão ser implementados. A partir dessa reunião teremos o Selected Product Backlog, nesse ponto faremos uma nova reunião somente o Time e o Scrum Master para que o Time defina em tarefas o que é necessário para fazer cada história e a partir disso teremos o Sprint Backlog.

Daily Meeting: Todos os dias do Sprint o Time faz uma reunião de 15 minutos em um horário pré estabelecido e no mesmo local, aonde cada membro do time responderá três perguntas.

·        O que eu fiz ontem?

·        O que eu vou fazer hoje?

·        Quais impedimentos estou enfrentando?

Ao fim do Sprint realizamos o Review e a Retrospective.
No Review o time demonstra ao Product Owner cada ítem do backlog. Caso algum ítem precise de alguma modificação, uma nova história deverá ser adicionada ao Product Backlog, da mesma forma novas idéias.

Na Retrospectiva o time identifica o que foi bom no Sprint e o que pode ser melhorado

Para quem tiver interesse em conhecer um pouco mais sobre o Scrum, existem um livro que está disponível para download no site da InfoQ

 

 

 

 

Se precisar de ajuda, chame um consultor.

Marcos Vojciechovski

Anúncios
Esse post foi publicado em Gestão de Projetos. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s