Soluções simples e criativas

Uma fábrica de pastas de dente tinha um problema: as vezes saiam da sua linha de produção caixas vazias, sem o tubo dentro. Isso ocorria por causa da maneira que a linha de produção foi montada. As pessoas com experiência em design de linhas de produção podem confirmar como é difícil ter tudo acontecendo no tempo certo para que cada unidade fabricada seja 100% perfeita. Pequenas variações no ambiente (que por conta do custo não podem ser controladas) obrigam que você tenha alguns pontos de checagem da qualidade inteligentemente distribuídos ao longo da linha de produção, para que os consumidores que vão até o supermercado não fiquem furiosos com seu produto e comprem do concorrente.

 

Compreendendo como isso era importante o CEO reuniu as pessoas mais importantes da companhia e decidiram iniciar um novo projeto. Eles contratariam uma empresa de engenharia externa para solucionar o problema das "caixas vazias”, já que o departamento de engenharia estava sobrecarregado para assumir qualquer esforço extra.

 

O projeto seguiu o processo usual: orçamento e patrocinador definido, solicitação de propostas, fornecedores selecionados e depois de 6 meses (e $8 milhões) eles tiveram uma solução fantástica – dentro do prazo, do orçamento, com alta qualidade e todos no projeto festejando. Eles resolveram o problema usando algumas balanças de alta precisão que soava uma sirene com luzes toda vez que uma caixa de pasta de dente pesasse menos do que deveria. A linha de produção pararia, e alguém iria até lá, retiraria a caixa com defeito, pressionando então o botão quando pronto.

 

Algum tempo depois, o CEO decide ver o ROI do projeto: resultados incríveis! Nenhuma outra caixa vazia saiu da fábrica depois que as balanças foram colocadas. Pouquíssimas reclamações dos clientes, e eles estavam ganhando mercado. “Isso sim é um dinheiro bem gasto!” – ele falou, isso antes de olhar mais de perto outras estatísticas do relatório.

 

Virando a página, o número de defeitos capturados pelas balanças foi ZERO depois de três semanas de uso. Elas deveriam estar capturando pelo menos uma dúzia por dia, então deve ter alguma coisa errada com o relatório. Ele apontou um bug nesta funcionalidade. Depois de algumas análises os engenheiros voltaram dizendo que o relatório estava correto. As balanças realmente não estavam mais captando qualquer defeito, porque todas as caixas que estavam chegando naquele ponto da esteira estavam perfeitas.

 

Confuso, o CEO vai até a fábrica e chega até o lugar aonde as balanças de precisão foram instaladas. Alguns passos antes das balanças havia um ventilador de $20 assoprando as caixas vazias para fora da esteira e para dentro de uma lixeira.

 

“Ah… o ventilador? Um dos funcionários colocou aí, pois estava cansado de andar até aqui toda vez que a sirene tocava” – disse um dos trabalhadores.

 

Fonte: http://www.lixo.org/archives/2008/07/21/networks-are-smart-at-the-edges/

 

Certamente se fizermos uma retrospectiva sobre os projetos desenvolvidos em nossas empresas encontraremos casos semelhantes. Quando o projeto no qual estamos trabalhando está ficando muito complexo, é provável que exista para ele uma solução bem mais simples. Pode ser que não tenhamos ouvido, ou até mesmo envolvido, as pessoas certas desde o início do projeto.

 

 

 

Se precisar de ajuda, chame um consultor.

Marcos Vojciechovski


  

Anúncios
Esse post foi publicado em Gestão de Projetos. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s