O caso da ratoeira

É bem provável que você já tenha passado por situações como esta, principalmente no atual contexto de crise em que estamos vivendo: você identificou um problema, ou alguma melhoria que poderia ser implementada em algum processo da sua empresa, e então, tentou alertar seus colegas de trabalho, seus superiores. E, a resposta ou posturas que você obteve como retorno foi: "O problema não é meu! " 

 

Pode também ter acontecido o contrário, algum colega seu veio alertá-lo de um possível risco e a sua resposta foi: "O problema não é meu!"  

 

A parábola relatada a seguir retrata bem estas situações.

 

Um rato, olhando pelo buraco na parede, vê o fazendeiro e sua esposa abrindo um pacote. Imaginou que no pacote poderia haver comida, ou outra coisa útil para o fazendeiro, mas ao descobrir que era uma ratoeira ficou aterrorizado! Correu ao pátio da fazenda advertindo a todos:

– Há uma ratoeira na casa, uma ratoeira!

 

A galinha disse:

– Desculpe-me Sr. Rato, eu entendo que isso seja um grande problema para o senhor, mas não me prejudica em nada, não me incomoda.

 

O porco:

– Desculpe-me Sr. Rato, mas não há nada que eu possa fazer, a não ser rezar. Fique tranqüilo que o senhor será lembrado nas minhas preces.

 

A vaca:

– O que Sr. Rato? Uma ratoeira? Por acaso estou em perigo? Acho que não!

 

Então o rato voltou para a casa, cabisbaixo e abatido, para encarar a ratoeira do fazendeiro. Naquela noite ouviu-se um barulho, como o de uma ratoeira pegando sua vítima. A mulher do fazendeiro correu para ver o que havia pego. No escuro, ela não viu que a ratoeira havia pego a cauda de uma cobra venenosa. E a cobra picou a mulher…

 

O fazendeiro a levou imediatamente ao hospital. Ela voltou com febre. Todo mundo sabe que para alimentar alguém com febre, nada melhor que uma canja de galinha. O fazendeiro pegou seu facão e foi providenciar o ingrediente principal.

 

Como a doença da mulher continuava, os amigos e vizinhos vieram visitá-la. Para alimentá-los o fazendeiro matou o porco.

 

A mulher não melhorou e acabou morrendo. Muita gente veio para o funeral. O fazendeiro então sacrificou a vaca, para alimentar todo aquele povo.

 

Na próxima vez que você ouvir dizer que alguém está diante de um problema e acreditar que o problema não lhe diz respeito, lembre-se que, quando há uma ratoeira na casa, toda a fazenda corre risco.

 

"O problema de um é problema de todos, quando convivemos em equipe."  Principalmente quando pressentimos que o barco está prestes a afundar.

 

 

Se precisar de ajuda, chame um consultor.

Marcos Vojciechovski

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Consultoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s